Escolher Ingrediente

Ingredientes

  • 1 dose (50 ml) de cachaça
  • 1 limão taiti médio
  • 2 colheres de bar (bailarina) de açúcar

 

Preparo

Corte as pontas do limão e em seguida corte-o em 4, retirando o miolo branco dos gomos (que daria um sabor amargo à caipirinha).

Em uma coqueteleira, use um pilão para macerar levemente o limão junto com o açúcar, adicione o gelo e a cachaça e agite bem.

Sirva com mexedor num copo curto (old-fashioned).

 

 

Curiosidades

Pouco se conhece sobre a origem da caipirinha. Muito provavelmente, a mistura de cachaça, limão amassado com casca e mel nasceu no interior do estado de São Paulo, sendo considerada um poderoso remédio contra a gripe, a partir desta foi desenvolvida a mistura de cachaça, limão amassado, açúcar e gelo.

 

De fato, o próprio nome “caipirinha” alude à origem caipira, nome pelo qual são conhecidos os habitantes do interior do estado de São Paulo. Em outros lugares do Brasil o aperitivo recebe nomes diferentes. Da fórmula original, considerada um clássico da coquetelaria internacional, apenas o açúcar e o gelo permanecem intocáveis: em bares de todo o mundo, a receita vem ganhando novas cores e sabores, com ingredientes cada vez mais surpreendentes. Aos poucos, a cachaça cedeu espaço para a vodca, o rum, o saquê e por vezes o Steinhäger, ao gosto do freguês. O limão vez por outra dá lugar a frutas tradicionais, como o morango, o maracujá ou a lima. Alguns barmen recentemente têm criado outras receitas de “caipirinhas”, e hoje já se podem provar caipirinhas de saquê com lichia ou de carambola com manjericão. Até a laranja e a jabuticaba, geralmente desprezadas, são lembradas. Virou moda também juntar duas, três ou até quatro frutas no mesmo copo. Bom exemplo é a caipirinha de frutas vermelhas, uma combinação de amoramorango e framboesa.

TAGs: Cachaça




Caipirinha